Arquivo da tag: Renato Luciano

Gonzagão volta ao Recife em fevereiro

 

Na peça de João Falcão tem encontro inventado como entre Gonzaga menino e Lampião. Foto: Magali Moraes / Divulgação

Na peça de João Falcão tem encontro inventado entre Gonzaga menino e Lampião. Foto: Magali Moraes / Div

Luiz Gonzaga penou muito antes de virar mito e suas músicas, clássicos. Há quatro anos o dramaturgo e diretor João Falcão levantou o musical Gonzagão – A Lenda, que distribui seus encantos. O espetáculo volta ao Recife para três apresentações, de 10 a 12 de fevereiro, no Teatro RioMar.

Poesia encenada com nove atores em formato de cordel, o musical embaralha ficção e realidade, como a do encontro entre Gonzaga e Lampião, que nunca aconteceu.

Intérpretes e músicos executam 50 canções do Rei do Baião, como Asa Branca, Xote das Meninas, Cintura Fina, Qui nem jiló. Espetáculo para ver e rever.

                                                                                                                                                  100 palavras
FICHA TÉCNICA
Texto, Direção e Roteiro Musical: João Falcão
Direção Musical: Alexandre Elias
Direção de Movimento: Duda Maia
Direção de Produção e Idealização: Andréa Alves
Cenografia e Adereços: Sergio Marimba
Figurinos: Kika Lopes
Iluminação: Renato Machado
Preparação Vocal: Carol Futuro
Arranjos: Alexandre Elias e Músicos
Sound Designer: Fernando Fortes
Visagismo: Uirandê Holanda
Assistente de Direção: João Vancini e Clayton Marques
Assistentes de Direção Musical: Beto Lemos
Elenco: Adrén Alves, Alfredo Del Penho, Eduardo Rios, Fábio Enriquez, Paulo de Melo, Renato Luciano e Ricca Barros
Apresentando: Marcelo Mimoso e Lu Vieira (ou Larissa Luz)

MÚSICOS
Viola, Rabeca e Pandeiro: Beto Lemos
Cello: Daniel Silva
Bateria e Percussão: Rick De La Torre
Acordeon: Rodrigo Marchevsky

Supervisão geral: Leila Maria Moreno
Produção Executiva: Rafael Vitor
Realização: Sarau Agência De Cultura

Patrocínio: Rede
Realização: Sarau Agência de Cultura e Ministério da Cultura, Governo Federal

SERVIÇO
Gonzagão – A Lenda
Dia 10 de fevereiro (sexta), às 21h
Dia 11 de fevereiro (sábado), às 21h
Dia 12 de fevereiro (domingo), às 20h
Teatro RioMar: Av. República do Líbano, 251, 4º piso – RioMar Shopping
www.teatroriomarrecife.com.br

Duração: 90 minutos
Classificação: 12 anos

Ingressos:
Balcão: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia)
Plateia Alta: R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia)
Plateia Baixa: R$ 160 (inteira) e R$ 80 (meia)

Canais de vendas oficiais: bilheteria do Teatro RioMar Recife (terça a sábado, das 12h às 21h, e domingos e feriados, das 14h às 20h)
Vendas online: www.ingressorapido.com.br
Televendas: 4003-1212

Postado com as tags: , , , , , , , , , , ,

Musical de João Falcão sobre Luiz Gonzaga abre Festival Recife

Gonzagão – A lenda. Fotos: Silvana Marques/divulgação

O Festival Recife do Teatro Nacional será aberto no dia 21 de novembro com o musical Gonzagão – A lenda, que tem dramaturgia e direção de João Falcão. Serão duas sessões no mesmo dia, no Teatro de Santa Isabel. Vai ser uma passagem bastante rápida da montagem pelo Recife, já que o grupo estreou no dia 19 de outubro no Teatro Sesc Ginástico, no Rio, e ainda está em cartaz por lá.

A peça tem uma hora e meia e um total de 50 músicas na dramaturgia. O elenco é bem jovem e foi montado, em grande parte, seguindo a mesma ideia do projeto Clandestinos, com audições e oficinas.

Dois nomes do elenco são pernambucanos: Eduardo Rios, do Quadro de Cena, e Paulo de Melo, que é de Petrolina. Além deles, estão em cena Marcelo Mimoso, Alfredo Del Penho, Adren Alves, Renato Luciano, Ricca de Barros, Laila Garin e Fábio Enriquez. Uma história interessante é a de Marcelo Mimoso, que funciona como um narrador da história: ele cantava na noite e era motorista de táxi. Nunca tinha ido ao teatro. João Falcão viu o rapaz numa casa de shows na Lapa e ficou encantado.

Espetáculo faz duas sessões no dia 21, no Teatro de Santa Isabel

Ainda durante os ensaios, no mês de setembro, conversamos com o pernambucano Eduardo Rios, que tinha chegado de Londres há bem pouco tempo. Lá ele fez o primeiro ano do curso de Performance e Criação em Teatro na LISPA – London Internacional School of Performing Arts. Perguntei qual seria o personagem dele. “Não sei ainda! Já sabemos fazer vários personagens, mas João vive trocando! E ainda tem muito para aparecer”, respondeu. Duda comentou ainda a construção do texto. Era fim de setembro. “O texto ainda não terminou. É um processo interessante, de muita experimentação. O texto está sendo escrito durante os ensaios, na hora”. Com a peça, o ator decidiu adiar a volta para Londres. “É um projeto que vale muito a pena. Quero deixar que as coisas rendam, talvez circular por festivais. O próprio diretor da Lispa me orientou a ficar”.

João Falcão diz que o espetáculo não é uma biografia de Luiz Gonzaga. “É um ponto de vista mais lúdico e poético do que documental”. É uma montagem baseada não só na história de Gonzagão, a partir da efeméride do centenário, mas na obra dele, seguindo o ponto de vista de uma trupe, que fala de um distante século 20, quando um menino virou rei. Rei do Sertão, que talvez tenha virado mar.

Nessa história, por exemplo, Nazarena, o primeiro grande amor de Gonzagão foi rebatizada de Rosinha; e Odaléa, mãe de Gonzaguinha, de Morena. E ainda há um suposto encontro entre Gonzaga e Lampião. Os atores se revezam em vários personagens.

A direção musical é de Alexandre Elias (o mesmo de Tim Maia – Vale tudo). Claro que tem triângulo, zabumba, sanfona. Mas também bateria e cello, por exemplo. No time de músicos no palco estão Beto Lemos (viola e rabeca – Beto fez a trilha sonora de Divinas, da Duas Companhias), Hudson Lima (cello), Rick De La Torre (percussão) e Rafael Meninão (filho de pais nascidos em Exu) e Marcelo Guerini (Acordeon).

A ficha técnica tem ainda nomes como Duda Maia, que é pernambucana, e fez a direção de movimento e preparação corporal; Andréa Alves (direção de produção e idealização); Sérgio Marimba (cenografia e adereços), Kika Lopes (figurinos), Renato Machado (iluminação), Carol Futuro (preparação vocal e assistente de direção musical) e João Vancine (assistente de direção).

João Falcão e elenco

####

A coletiva de imprensa do Festival Recife do Teatro Nacional só será na próxima terça-feira (13), ao meio-dia, na churrascaria Boi e Brasa, no Pina. Geralmente a coletiva era realizada no Teatro Hermilo Borba Filho…

####

Este ano, o festival – que comemora 15 edições -, vai de 21 de novembro a 2 de dezembro.

####

Depois de muita coisa no meio do caminho, a curadoria do festival ficou com Lúcia Machado. Simone Figueiredo, secretária de Cultura do Recife, e André Brasileiro, presidente da Fundação de Cultura, assumiram a dianteira – são os coordenadores do festival.

####

Já estamos sabendo de mais novidades! Em breve, novos posts!!! E aí? Gostaram da escolha de Gonzagão?! Segue o teaser do espetáculo:

Postado com as tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,